segunda-feira, 27 de junho de 2011

Começa o começo!




"Quando eu era criança e pegava uma tangerina para descascar, corria para o meu pai e pedia: - " Pai, começa o começo." O que eu queria era que ele fizesse o primeiro rasgo na casca, o mais difícil e resistente para as minhas pequenas mãos. Depois , sorridente ele sempre acabava descascando toda a fruta para mim. Mas outras vezes, eu mesmo tirava o restante da casca a partir daquele primeiro rasgo providencial que ele havia feito. Meu pai falaeceu há muito tempo ( e há muitos, aliás não sou mais criança). Mesmo assim, sinto grande desejo de tê-lo ainda ao meu lado para, pelo menos, "começar o começo" de tantas cascas duras que encontro pelo caminho. Hoje as minhas "tangerinas" são outras. Preciso "descascar" as dificuldades do trabalho, os obstáculos dos relacionamentos com amigos, os problemas do núcleo familiar, o esforço diário que é a construção do casamento, os retoques e pinceladas de sabedoria na imensa arte de viabilizar filhos realizados e felizes, ou então , o enfrentamento sempre tão difícil de doenças, perdas, traumas, separações, mortes, dificuldades financeiras e até mesmo as dúvidas e conflitos que nos afligem diante de decisões e desafios. Em certas ocasiões, minhas tangerinas transformam-se em enormes abacaxis... Lembro-me, então, que a segurança de ser atendido por papai quando lhe pedia para "começar o começo" era o que me dava a certeza que conseguiria chegar até ao último pedacinho da casca e saborear a fruta. O carinho e a atenção que eu recebia do meu pai me levaram a pedir a ajuda de Deus, meu Pai do céu, que nunca morre e sempre está está ao meu lado. Meu pai terreno me ensinou que Deus, o Pai do céu, é eterno e que seu amor é a garantia das nossas vitórias. Quando aq vida parecer muito grossa e difícil, como a casca de uma tangerina para as mãos frágeis de uma criança, lembre-se de pedir a Deus: " - Pai, começa o começo." E Ele não só começará o começo, mas resolverá toda a situação para você." Encontrei este texto no site de Ana Maria Braga, não sei quem é o autor, poderia ter sido escrito por mim, mas não fui eu que escrevi, mas gostaria de te dizer que seja qual for a tua "tangerina," "aquele que começou a boa obra aperfeiçoará." E lembre-se sempre da palavra que encontra-se no salmo 121 que diz: " Olho para os montes e pergunto: De onde virá o meu socorro? O meu socorro vem do Senhor Deus, que fez os céus e a terra. Ele é oseu protetor, está sempre alerta e não deixará que você caia. O protetor do povo de Israel nunca dorme, nem cochila. O Senhor guardará você, Ele está sempre ao seu lado para protegê-lo. O sol não lhe fará mal de dia, nem a lua de noite. O Senhor guardará você de todo o perigo, Ele protegerá sua vida. Ele o guardará quando você for e voltar, agora e sempre." ( Bíblia Nova Tradução na Linguagem de Hoje)

Um comentário:

  1. Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Nayara e cheguei até vc através do Blog Entrelinhas. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir um blog do meu amigo Fabrício, que eu acho super interessante, a Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. A Narroterapia está se aprimorando, e com os comentários sinceros podemos nos nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs





    Narroterapia:

    Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.



    Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.

    http://narroterapia.blogspot.com/

    ResponderExcluir